quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O Brasil é Socialista!





"Ãh? Como assim? Mas o Brasil não é capitalista?" - Aluno do Ensino Médio sobre o socialismo no Brasil.

"Eu não sei de nada!" - Lula sobre o socialismo no Brasil

Tá tudo vermelho, minha gente!

É isso mesmo, caros leitores. O Brasil já é socialista e quase ninguém percebeu ainda. É claro, há uma explicação para isso. A revolução está acontecendo de maneira silenciosa, encoberta, e, aos poucos, o Brasil está se transformando em um país comunista.

O alemão Karl Marx é o pai do comunismo. Foi ele quem idealizou esses sistema de governo, escrito em seu livro "O Manifesto Comunista". Marx dizia que os trabalhadores (ou proletários, como ele os chamava) eram oprimidos e explorados pelo sistema e por aqueles que tinham os meios de produção (os burgueses, como ele os chamava). Essa exploração do homem pelo próprio homem era para Marx como o próprio inferno, mas um dia ela teria seu fim. Isso aconteceria quando o proletariado se unisse para tomar o poder e pôr fim à exploração, ou seja, ao capitalismo. A isso chamamos de revolução.

Para Marx, o grande problema da sociedade era o capitalismo e a propriedade privada. Então, se eliminássemos os dois, teríamos o paraíso aqui na terra. Esse é o grande objetivo do comunismo, instaurar um paraíso na terra. O problema é que, para os comunistas, não interessa muito o meio para atingir esse fim, desde que o fim seja atingido.

Essa era a teoria de Marx. Na teoria, ao derrubar o capitalismo e a propriedade privada e instaurar o comunismo, tudo seria perfeito, um Céu na terra. Na civilização oriental o comunismo foi instaurado em diversos lugares, como na URSS, por exemplo. Mas no ocidente o buraco era mais embaixo, se é que você me entende.

A maneira de Marx para instaurar o regime comunista não estava dando resultado aqui no ocidente. Então os comunistas tiveram que mudar de estratégia. É aí que Antônio Gramsci entra na história.

Aqui no ocidente os marxistas encontram enormes dificuldades. A ideia da revolução armada não funcionava, pois havia uma cultura muito sólida na civilização ocidental. Basicamente, são três pilares que constituem a civilização ocidental: a filosofia grega, o direito romano e a religião judaico-cristã. Esta última era (e ainda é) o maior problema dos marxistas. A grande questão era: como fazer para derrubar esses três pilares e enfraquecer a civilização ocidental?

Gramsci foi mais esperto que Marx. Para que usar a força bruta se podemos usar a cabeça? Nada de revolução armada, vamos fazer uma revolução cultural! Vamos mudar a mente das pessoas, depois fica muito mais fácil de tomar o poder e mudar o sistema! Eureka!!!

Assim nasceu o marxismo cultural, que é o que está ocorrendo no Brasil hoje. E como ele funciona? É simples! Basta transformar a mentalidade da população e depois tudo fica muito mais fácil. É necessário fazer uma lavagem cerebral na população, causar uma amnésia histórica em suas mentes, fazer com que eles esqueçam suas raízes, suas origens. Feito isso, algumas décadas e o comunismo já está em vigor!

Ora, se você quer transformar a população, não há melhor lugar do que as escolas. Infiltre-se no ensino, encha-o com ideais comunistas e a próxima geração estará pensando exatamente como você. É tudo uma questão de tempo.

Alguns indícios de que isto está acontecendo no Brasil:

Estado grande e poder centralizado

Características típicas de uma ditadura comunista. Nada é maior que o Estado. Hoje, as grandes decisões sempre ficam nas mãos do governo federal. O poder executivo e legislativo estadual e municipal já não possui influência alguma. A única coisa que os governos estaduais e municipais conseguem fazer hoje é reajuste de passagem de ônibus. E mais nada.

Estado intervencionista

Ao contrário do capitalismo, que têm o Estado mínimo que somente modera as relações da sociedade, o comunismo tem como característica o Estado intervencionista, isto é, o governo decide e intervém em tudo, inclusive na privacidade do ser humano. O governo brasileiro hoje decide até mesmo como nós devemos educar nossos filhos. Indico a leitura do artigo Esfera Pública e Esfera Privada.

Emburrecimento massivo da população

Para acabar com o pilar da filosofia grega na civilização ocidental é necessário emburrecer o povo. A maioria dos brasileiros se tornaram mulas falantes por causa do excesso de televisão e futebol. O ensino brasileiro é péssimo, um dos piores do mundo. O brasileiro não lê, muitos nem sabem, e os que sabem não exercem.

Ódio à religião e aos religiosos

Isso é evidente no país hoje. Pegue qualquer livro didático de história e veja o que se diz sobre a religião hoje nas escolas. Pregam o ateísmo, a anti-religiosidade. Fazem as crianças crescerem com ódio da religião, do cristianismo especificamente. Ridicularizam Deus, desmoralizam os religiosos, fazem com que eles sejam mal vistos, considerados gente burra e estúpida, sem inteligência. Em contraste, enaltecem o ateísmo e o cientificismo, se apropriam da razão e da ciência. Falam que a religião causa atraso na humanidade, que a religião só causa guerra, que emburrece as pessoas e que precisa ser eliminada.

Destruição da família

Destruição da instituição familiar tradicional. Basta afirmar que a família é uma instituição opressora, patriarcal, antiquada, ultrapassada. Dizer que o autoritarismo começa na família, pois ela é patriarcal, que o homem oprime a mulher, etc. Fazer apologia à sexualidade desregrada, distribuição de preservativos, conotação sexual em todo e qualquer lugar.

Cultura de morte

Defesa do aborto, eutanásia, e toda essa cultura terrível de morte.

Meio acadêmico

É necessário também formar a próxima geração de formadores de opinião. Os comunistas se infiltraram em nossas universidades. Hoje quase todos os professores universitários são marxistas, e os alunos os seguem. Assim, as próximas gerações de intelectuais defenderá ávidamente o marxismo, sendo que esse grupo tem uma influência excepcional na população.

Ódio ao capitalismo

Nossos jovens são ensinados já nas escolas a odiar o capitalismo. Os livros didáticos, todos escritos de acordo com a cartilha marxista, ensinam as crianças e jovens a odiar o capitalismo. Dizem que a fonte de todos os problemas sociais é o capitalismo.

Todos os partidos são de esquerda

Todos os partidos políticos do país são esquerdistas. Não há nenhum partido de direita no Brasil, somente partidos socialistas ou comunistas. Não há conservadores, não há direitistas, somente marxistas. Na hora da eleição temos que escolher aqueles que são menos piores, ou menos socialistas.



É fácil notar que não há transformações econômicas, somente transformações culturais. Justamente por que o sistema Gramsciano exige primeiro uma transformação cultural e depois econômica.

O objetivo desse artigo é acordar a população. Aos que desejam se informar melhor eu indico este vídeo:


Indico também o curso do Pe. Paulo Ricardo de Azevedo Jr:


3 comentários:

  1. Infelizmente, isso tudo aí é verdade e está acontecendo. Fui do PT a vida inteira, votei em Lula, Dilma e TODOS os demais candidatos petistas. Achava que todas essas idéias - de luta armada, fim das liberdades e da propriedade privada - tinham caído no esquecimento ou não eram mais importantes. Tolo engano. Tudo continua muito vivo nas ações desse povo do PT, PSB, PC do B, etc, etc. Luta armada? Estamos vivendo um país em franca guerra civil! Eles estão, de forma proposital, deixando a população lutando contra si mesma por meio dos assaltos a caixas eletrônicos, comércio, ruas, trabalhadores, etc. Porque eles entendem esse tipo de violência urbana como um meio de redistribuição de renda e riquezas. Demorei a acordar. Antes tarde do que nunca. MEU VOTO É NULO.

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito que todas essas mudanças não visam um estado socialista, mas sim uma crise na sociedade que deseja rever o mundo, com outros olhos... sem o preconceito evangélico, que não apresenta indulgência pelo pecado do outro, como Jesus ensino... contra o dogmatismo católico, um veneno que feriu a humanidade nos últimos 1.600 anos... e que agora quase não fere mais.
    O que ocorre é a reinvenção do nossa sociedade, o renascimento em direção a uma vida que entenda o nosso ser, e que confronte a ciência de forma que seja válida a nossa fé, isso tudo é parte da evolução cultura, mental e intelectual da coletividade.
    Se adaptar a esse processo é necessário, não há espaço para o comunismo, nem para o capitalismo selvagem, nem para a religiosidade cega e dogmática.
    Ah! Opinião minha em particular, respeito a sua, com certeza, e parabéns pelo texto, muito bem desenvolvido! :D

    ResponderExcluir
  3. como voce e burro cara

    ResponderExcluir

Você também pode gostar de