segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O argumento Cosmológico

É uma lei básica para todo físico ou químico o que conhecemos por "Lei da Conservação da Matéria". Também se conhece essa lei por "Lei de Lavoisier", pois foi o mesmo quem tornou essa lei mundialmente conhecida. Antoine Laurent de Lavoisier também é conhecido como o pai da química moderna.

Em suma, essa lei diz que em qualquer sistema, seja ele físico ou químico, nunca se cria nem se elimina matéria, apenas é possível transformá-la de uma forma em outra. Isto significa que é impossível criar algo do nada ou transformar algo em nada.

Agora, partindo deste princípio físico-químico, podemos iniciar um pensamento filosófico chamado "Argumento Cosmológico".

É verdade que as coisas existem, todos sabemos disso, mas não se sabe explicar por que as coisas existem ao invés de não existirem. Não se sabe explicar por que o Universo e tudo o que conhecemos existe. Normalmente, os ateus costumam ficar em xeque quando colocados frente a essas realidades.

A hipótese científica mais usada para tentar explicar a origem do Universo e das coisas é o Big-Bang. A hipótese afirma que o Big-Bang foi uma grande explosão que deu origem às coisas. Entretanto, antes do Big-Bang nada existia.

A ilusória hipótese do Big-Bang é tão inconsistente que se contraria logo de início. O Big-Bang surgiu do nada, mas tudo o que passa a existir têm uma causa, logo, alguma coisa deveria ter causado o Big-Bang. É impossível que ele simplesmente tenha "surgido do nada".

Outro ponto também confirma ainda mais a inconsistência da teoria. É impossível que nada existisse antes do Big-Bang, pois é impossível criar algo do nada.

A ideia é simples, porém exige muito pensamento e reflexão. Deve haver alguma coisa que trouxe o Universo à existência. Por ser a causa do tempo e espaço, esse deve ser um Ser não-causado, atemporal, aespacial, imaterial, de poder imenso e pessoal. A causa deve transcender espaço e tempo, portanto não pode ser física nem material.

Só existem duas coisas que se encaixam nesse perfil supracitado: um objeto abstrato ou Deus. Como uma ideia abstrata não pode ser causa de nada, somente Deus pode ser a causa do Universo.

- Primeiro: do nada, nada se cria, pois o nada não existe;
- Segundo: tudo o que passa a existir têm uma causa;
- Terceiro: o Universo têm uma causa, não pode simplesmente ter acontecido do nada;
- Quarto: esta causa tem que ser não-causada, atemporal, aespacial, imaterial, poderosa e pessoal;

- Logo, podemos concluir de longe que a explicação mais plausível para a origem do Universo é Deus.

Segue o vídeo de William Lane Craig, famoso teólogo, explicando o "Argumento Cosmológico":


10 comentários:

  1. Olá!Parabéns pelo blog e pela iniciativa em abordar temas tão interessantes!Tomei contato com seu blog através da página quebrando o encanto...no facebook.Gostaria,se possível,que você desse uma olhada nesse blog:http://rebeldiametafisica.wordpress.com/
    Lá encontrei argumentos bem elaborados contra o Teísmo(inclusive críticas a Willian Lane Craig e Plantinga).Até agora não encontrei alguém com capacidade ou disposição para refutar os argumentos ali colocados.Quem sabe vc é o cara?Grande abraço e parabéns pelo ótimo blog.Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, agradeço pelos elogios. Assim que possível darei uma olhada no site. Obrigado novamente. Grande abraço! Deus abençoe!!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Você não entendeu o argumento não é?!
      Veja o seguinte vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=v0Wki5HKVx0&feature=g-vrec

      Excluir
    2. Droga. Removi o conteúdo acidentalmente. =(

      Excluir
  3. Porque é que Deus pode ser uma causa não-causada e o Universo não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há argumentos tanto filosóficos quanto científicos que provam que o Universo não pode ser algo não-causado. A teoria do Big-Bang é uma teoria científica que diz que o Universo teve um início. Também é possível afirmar isso de maneira filosófica, através da lógica de argumentação. Sabemos que o Universo teve um início. Se o Universo teve um início, algo o causou. Ele não pode ser a causa de si mesmo, pois para ser a causa de si mesmo ele precisaria existir antes de vir a existir. Isto é, para o Universo causar-se a si mesmo, ele deveria existir antes de si mesmo, o que é logicamente impossível. Algo não pode existir em ato e em potência simultaneamente. São Tomás de Aquino fala sobre isso na sua primeira via de prova da existência de Deus, que também pode ser encontrada nesse blog.

      Agora, isso já não se aplica a Deus, pois Deus é um Ser transcendental. Deus não existe, Deus é. Ele sempre existiu, portanto não teve uma causa. Algo que sempre existiu não pode ter uma causa. O Universo, por sua vez, começou a existir em algum momento, portanto ele tem uma causa.

      Indico fortemente a leitura do post sobre a primeira via de São Tomás de Aquino. Você pode encontrá-la neste link: http://religiosocritico.blogspot.com.br/2012/09/especial-cinco-vias-de-sao-tomas-de.html

      Também recomendo a leitura do post sobre a segunda via de São Tomás de Aquino, que contém o argumento da "Primeira Causa Eficiente", ou "Causa Incausada": http://religiosocritico.blogspot.com.br/2012/09/especial-cinco-vias-de-sao-tomas-de_22.html

      Excluir
  4. Isto é bem inteligente. Só que além de o Big Bang ser uma teoria (ninguém deveria vê-lo como verdade absoluta, sendo assim, está errado o ateu que o usa para contrariar Deus), segundo ela, o Universo não surgiu do nada, mas de um ponto infinitesimal com massa infinita (do mesmo modo que um buraco negro), o que leva a cogitações como o Multiverso e a teoria dos Universos-bebês. Dessas premissas se infere que o Universo não surgiu do nada, mas de fenômenos naturais, assim como a evolução da vida.

    Tenha em mente que o que estou dizendo é que Deus não é a Única explicação plausível para o "surgimento" do Universo em que existimos. Religião para mim é o ato de acreditar que existe algo Além de nós. Infelizmente eu sou Cético e sem que se prove que existe algo além não posso acreditar em Deus e nem aceitar suas explicações para as coisas do mundo. Espero uma deliciosa discussão (duvido que eu ganhe, um pobre pensador solitário)

    ResponderExcluir
  5. A teoria do big bang sugere que o universo surgiu do nada sim.

    ResponderExcluir

Você também pode gostar de